qui. set 24th, 2020

Prefeitura de Alcântara intensifica trabalho de recuperação de estradas vicinais

Foram praticamente 7 meses de chuvas intensas no inverno de 2020 no município de Alcântara, assim como em toda Baixada e Litoral Ocidental Maranhense. Dos mais de 35 municípios que compõe a região da Baixada e Litoral, todos foram castigados com as fortes chuvas que caíram, destruindo estradas vicinais, pontes e barragens. Nenhuma estrada vicinal resiste um inverno desse tipo.

No município de Alcântara não foi diferente, as fortes chuvas destruíram estradas, arrebentaram com barragens e pontes. Em alguns povoados, os moradores chegaram a ficar isolados. Baseada em um planejamento de infraestrutura urgente, a Prefeitura de Alcântara, por meio da Secretaria Municipal de Infraestrutura e Serviços Públicos, iniciou uma força tarefa para recuperação dos quase 800 KM de estradas vicinais que ligam os mais de 200 povoados na zona rural. O trabalho de recuperação das estradas vicinais está sendo intensificado pela gestão.

De acordo com o cronograma da Secretaria Municipal de Infraestrutura, os trabalhos de recuperação foram iniciados pelo ramal de Raimundo Sú e estradas da região. Além da recuperação da barragem do São Pedro e ramal do Jacaré que está em andamento. De acordo com o cronograma de obras, ainda no mês de julho será concluído o trabalho de recuperação do ramal do Cajueiro II, assim como a recuperação do trecho entre os povoados Peptal e Santa Maria e Polo Peroba.

A Secretaria Municipal de Infraestrutura também confirmou a recuperação e ampliação de 16 KM de estradas vicinais na região de Tubarão, Goiabal, Rola, Itamatatiua, Mocajituba I, II e II, Macacos e Paraíso, ainda no início do mês de agosto.

Para o prefeito Anderson Wilker, o inverno foi bom para os produtores do município, mas por outro lado destruiu as estradas, dificultando o escoamento da produção e a mobilidade dos moradores. “Foi um inverno intenso, choveu no município de Alcântara em 2020, algo que não acontecia há décadas. Um grande inverno é bom para os produtores, mas por outro lado destrói estradas, o que acaba atrapalhando o escoamento da produção. Fizemos um cronograma para recuperar os mais de 700 KM de estradas vicinais, claro que será gradativamente, já que não temos material humano e nem máquinas para fazer tudo ao mesmo tempo. Alcântara tem mais de 200 comunidades, o que dificulta o trabalho de infraestrutura, já que são povoados distantes da sede. Mas com planejamentos vamos recuperar todas as estradas e dar mais dignidade ao povo da zona rural”, destacou o prefeito de Alcântara.